SWOT – A fórmula de sucesso para a Gestão de Carreiras

Posted by

“Um líder leva pessoas para onde elas querem ir. Um grande líder leva pessoas aos lugares em que elas não necessariamente querem ir, mas deveriam ir. ” – Rosalynn Carter, ex-primeira-dama americana.

Segundo um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), houve um aumento de 82% nas taxas de turnover voluntário de profissionais brasileiros entre 2010 e 2013 Vs 34% nos demais países do mundo.

É estimado que o impacto deste turnover represente um custo de 93% a 200% do salário anual do colaborador que pede o desligamento, incluindo os gastos provenientes do recrutamento ao treinamento.

MAS POR QUE?


Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

Diferentemente do que costumamos acreditar e falar, na maioria das vezes, este “fenômeno” não está ligado a salários.

De acordo com uma pesquisa elaboradora por Manoela Ziebell de Oliveira, líder da prática de análise de turnover da Produtive, os principais pontos relacionados a este turnover são a ausência de um plano de carreira, falta de reconhecimento e desconexão com os valores e cultura da empresa.

E você, está preparado para lidar com isto?

Você sabe como atuar, preventivamente, e reter os seus talentos?



FORMAÇÃO COMPLETA EM PSICANÁLISE
Seja Psicanalista. Curso 100% Online. Habilita a Atuar. Teoria, Supervisão e Análise. SAIBA MAIS



Está disposto a investir o seu tempo em ações consistentes e desafiadoras, para fazer da sua gestão um fator decisivo para a manutenção dos seus melhores colaboradores?

Então, mãos à obra!!!

Hoje e nos próximos artigos, irei falar sobre cada um dos pontos levantados na pesquisa citada anteriormente.

Vamos começar falando sobre Gestão de Carreiras, o item apontado como o mais relevante para deixar ou manter-se numa organização e, ainda mais importante, para manter-se ou não como seu liderado.

COACHING NA PRÁTICA – MATRIZ SWOT

Bastante difundida no meio corporativo e oriunda do planejamento estratégico, você já deve conhecer a MATRIZ SWOT, voltada para a análise empresarial.

O Coaching trouxe uma abordagem voltada ao indivíduo, oportunizando um mapeamento completo de cada colaborador, bem como propiciando uma análise complexa e consolidada, quanto as principais oportunidades e ações a serem tomadas.


Curso de Formação em Reiki - banner

QUANDO UTILIZAR?

Avaliação de performance;

Definição de novas metas/desafios;

Reunião de planejamento de carreiras.

 

COMO? PASSO A PASSO.

Passo I – Levantamento das suas forças (Strenghts)

Neste passo, você deve estimular o colaborador a refletir sobre as aptidões e diferenciais que possui para o atingimento e superação dos seus objetivos pessoais.

Seguem alguns questionamentos que podem ajudá-lo:

·         Quais as suas competências mais valorizadas?

·         Qual é o seu maior diferencial?

·         O que você faz de melhor?

Passo II – Fraquezas (Weaknesses)

Neste momento, é importante levantar tudo aquilo que bloqueia o crescimento e desenvolvimento do seu liderado. Questione os seus pontos de melhoria e considere as características que fazem ou fizeram falta para o atingimento de algum objetivo.

Para construir esta fase do exercício, utilize perguntas como:

·         Que tipo de atividade você não gosta ou não sabe executar?

·         Quais são as suas dificuldades técnicas?

·         Você tem algum comportamento sabotador?

Tanto no passo I quanto no II, vale utilizar feedbacks já recebidos e ainda não endereçados. Ajude-o a refletir sobre cada feedback e estime o impacto das atitudes e comportamentos levantados, para a superação do seu objetivo. Quanto maior o impacto, maior a relevância desta mudança para o seu plano funcionar.

Passo III – Oportunidades (Opportunities)

Diferente dos dois primeiros passos, relacionados ao meio interno, os passos III e IV referem-se ao meio externo e a forma como este pode contribuir ou desfavorecer o atingimento dos seus objetivos.

Neste momento, vocês devem considerar tudo aquilo que, aliado as suas fortalezas, pode contribuir para a definição do seu próximo passo ou superação do seu objetivo.

A forma mais fácil de conduzir esta fase do exercício é, também, questionando:

·         Com base nas minhas fortalezas, que desafios eu posso assumir, que contribuirão para a minha evolução?

·         Eu conheço pessoas que já atingiram o objetivo que eu almejo?

·         Existe crescimento no meu ramo de atuação?

·         Que oportunidades eu tenho, dentro da minha empresa, para utilizar a minha máxima potencialidade?

Esta fase só estará concluída quando você levantar caminhos diferentes dos já definidos ou percorridos. Inspire o seu colaborador, auxiliando-o a analisar a sua empresa, os seus pares e as pessoas em quem ele se espelha.

Passo IV – Ameaças (Threats)

Para identificar as ameaças, será importante revisar e refletir sobre as fraquezas levantadas no passo II.

A pergunta principal a ser feita é: quais ameaças, geradas ou incentivadas pelas suas fraquezas, podem impedir você de chegar aos seus objetivos?

Você deve ajudar, sugerindo alguns pontos que, considerados, devem ajuda-lo a chegar nestas respostas:

·         A sua falta de conhecimento sobre determinado assunto te coloca em uma posição de risco ou te desfavorece?

·         Você gosta do que está fazendo, a ponto de aumentar o seu nível de dedicação e buscar evolução?

·         A sua indisposição para fazer algo pode te atrapalhar na conquista do seu objetivo?

Neste momento da conversa, você e o colaborador devem ter acumulado uma quantidade enorme e bastante relevante de informações.

Então, sugiro que você indique ao liderado que releia cada um dos pontos levantados e questione a sua relevância e influência. Esta análise é fundamental para que ele tenha a certeza de que cada uma das fases foi contemplada, revisada e está de acordo com os seus objetivos pessoais e de desenvolvimento.

Agende uma segunda reunião, para a revisão final desta matriz e a definição do plano de ação.

E não se esqueça de continuar acompanhando a minha coluna, que dará prosseguimento a este tema.

 

Até a próxima quarta, quando falaremos sobre plano de ação. 


Curso de Psicanálise

Deixe Seu Comentário