Resiliência – Afinal, o que é que se faz com isto?

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças” – Charles Darwin.

Todos falam de resiliência, mas você sabe o que é isto?

O termo resiliência quer dizer – em seu significado original, na Física, – o nível de resistência que um material pode sofrer frente às pressões sofridas e sua capacidade de retornar ao estado original sem a ocorrência de dano ou ruptura.

No comportamento humano, a resiliência é a capacidade de uma pessoa lidar com seus próprios desafios, vencer obstáculos e não ceder à pressão, seja qual for a situação.



Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

Trata-se da habilidade de superar adversidades, sem ser afetado por elas, de forma negativa e permanente.

Características de uma pessoa resiliente

  • Tem energia e disposição para enfrentar as adversidades, ao invés de se deixar abater;
  • É capaz de atuar com competência, mesmo sob forte pressão;
  • Antecipa crises, prevê obstáculos e se prepara para lidar com eles;
  • Tem atitudes positivas, porém realistas, e firmeza de objetivos;
  • Recupera-se mais rapidamente, após passar por revezes e não muda a sua essência, após passar por experiências difíceis.

Por que resiliência é importante?

Vamos “escutar” quem entende do assunto?

  • Segundo Karen Reivich e Andrew Shatté: “Mais do que qualquer outra habilidade da inteligência emocional, é a resiliência que vai determinar a felicidade e a longevidade de um relacionamento, de uma carreira e de uma vida”.
  • A norte-americana Diane Coutu, autora da pesquisa “Resiliência: para que serve? ”, publicada na Harvard Business Review, tem uma definição ainda mais concisa, quando escreve: “Muitos utilizam a negação como mecanismo de defesa. Enfrentar a realidade, ainda que isso seja doloroso, é tarefa para poucos”.
  • Pesquisas apontam para a mesma resposta: até nos piores momentos, as crianças resilientes conseguem amenizar o sofrimento com doses de bom humor. Além disso, sempre sabem como e onde procurar ajuda.
  • A própria Organização Mundial da Saúde (OMS) reconhece a resiliência como um dos mais eficientes mecanismos de combate ao estresse e a doenças psicossomáticas em jovens e adultos.
  • Estudos médicos comprovam que até mulheres grávidas podem ser beneficiadas. Quando devidamente treinadas, elas liberam mais endorfina na hora do parto e, por isso, sentem menos dor.
  • “Os profissionais resilientes estão muito mais preparados para serem donos de duas carreiras dentro do atual cenário da empregabilidade”, afirma Antônio Salvador, consultor de capital humano da IBM Business Consulting Services.

Os estudos de resiliência, aliás, oficializam a nova relação empresa–empregado. “Hoje, cada profissional é uma S/A”, explica o executivo. “Ele tem de desenvolver ao máximo suas competências na organização para estar preparado para mudar de cargo ou para procurar um novo posto a qualquer momento”, defende. Nessas horas, o que conta é a resiliência.

  • “Essa capacidade define aquelas pessoas que vergam, mas não quebram”, afirma Leila Navarro, palestrante que empolga suas plateias com o lema de que toda desgraça deve ser capitalizada.

Teste sua resiliência!

  1. Pense em um momento de sua vida no qual você enfrentou uma grande dificuldade.
  1. Pense em como você se sente, agora, quando se lembra desta dificuldade.
  • Você se sente amargurado ou evita guardar ressentimentos?
  • Você valoriza os aspectos positivos da situação, tais como o apoio que recebeu ou a sua capacidade de solução, ou fixa-se apenas nos aspectos negativos?
  • Você acha que se tornou uma pessoa melhor, depois desta experiência ou acredita que perdeu características positivas, em função dela?
  1. Quanto mais respostas positivas você deu, mais resiliente você é. E vice-versa.

E então, como você se saiu?

 

Nascemos resilientes ou nos tornamos resilientes?

É claro que algumas pessoas são mais resilientes do que outras, mas, como você já deve ter lido, em todos os meus artigos, é possível que desenvolvamos novas competências,

Diane Coutu, especialista no assunto, já citada neste artigo, defende que há muitos estudos que comprovam que a resiliência pode ser desenvolvida.

Ainda segundo Diane, é possível que elevemos os níveis desta competência, através do desenvolvimento de três características básicas.

Te interessaria saber quais são?

 



FORMAÇÃO COMPLETA EM PSICANÁLISE
Seja Psicanalista. Curso 100% Online. Habilita a Atuar. Teoria, Supervisão e Análise. SAIBA MAIS



Características básicas dos indivíduos resilientes

  1. Aceitação da realidade:

Pessoas resilientes não são conformistas nem acomodadas, mas possuem profundo senso de realidade. Mesmo sendo otimistas, mantém os pés plantados no chão.

  • O quanto você é a realista quanto a sua situação atual, a sua situação desejada e quanto a você mesmo?
  1. Crença inabalável no sentido da vida:

Acreditar no sentido da vida, mesmo face a situações que podem levar a maioria das pessoas a questionar isso, é uma característica fundamental da resiliência.

  • Você possui valores e propósitos, capazes de dar sentido às suas ações e aspirações?
  • Você busca viver em congruência com estes valores e propósitos?
  1. Capacidade de improvisar:

Indivíduos resilientes são mestres na improvisação. Eles possuem a importante habilidade de tirar o máximo proveito dos recursos disponíveis e de responder com criatividade a todo o tipo de desafio.

  • Você busca soluções criativas?
  • Você costuma encontrar e avaliar recursos e ferramentas, mesmo quando parece não haver nenhuma solução?

 

Alguns estudos comprovam que os resilientes:

  • Apresentam um alto grau de sociabilidade e criatividade;
  • Costumam ser mais abertos para as informações, para o conhecimento, para as novidades e para as mudanças;
  • Possuem grandes capacidades de adaptação e autoconfiança;
  • Tem senso de autonomia e de proposito e encaram o mundo de forma realista e positiva.

Baseado em todos os benefícios que a resiliência pode trazer à sua vida, tanto pessoal quanto profissionalmente…

O que você acha de ter acesso a dicas de como elevar este índice e ser mais satisfeito, mais realizado e mais feliz?

Se você gostou da ideia, vale investir alguns minutos e ler as próximas linhas.

Dicas para aumentar a resiliência

  1. Desenvolva o autocontrole;
  2. Mantenha o foco no futuro;
  3. Mantenha-se motivado e lute pelos seus objetivos;
  4. Invista em seus relacionamentos;
  5. Desafie o hábito de ter uma opinião formada sobre tudo;
  6. Redescubra as coisas que lhe dão prazer;
  7. Cuide de sua mente, seu corpo e sua saúde;
  8. Pratique a compaixão e a contribuição.

Durante este sucinto texto, espero ter esclarecido a importância da resiliência tanto para a performance e o bem-estar em geral, quanto para o processo de mudança.

Quanto maior for a sua resiliência, maiores serão as chances de que você atinja os seus objetivos, uma vez que será maior a sua determinação para superar possíveis obstáculos, durante o processo.

Seja honesto e responda: Há algo que você deseja mudar e que, até então, não colocou foco nem ação?

Há alguma postura que, se melhorada, lhe trará mais benefícios, em um ou mais níveis da sua vida?

Se houver, reflita:

  1. O que eu quero mudar é…
  2. Esta mudança é importante por que…
  3. O que eu preciso superar é…
  4. A melhor maneira de superar isso é….
  5. Meus pontos positivos que podem ajudar são…
  6. Eu tenho o poder de mudar por que…

Mais uma vez, desejo ter contribuído para que você encontre alternativas para desfrutar de uma vida ainda mais motivadora e cheia de perspectivas!

Lembre-se que, independente do que você quer mudar, você é capaz, desde que concentre os esforços e use as suas forças, a favor desta mudança.

A vida é uma experiência maravilhosa e só cabe a nós decidirmos como desfrutar de cada minuto, cada momento, cada dia.

Sei que você já deve ter ouvido esta frase antes e nem me lembro da forma literal de transcreve-la, mas a verdade é que a vida é muito curta e muito importante, para que percamos o nosso tempo com qualquer coisa que não nos faça melhor ou mais feliz…

Ame, perdoe, seja, queira, defenda, faça…tudo o que quiser…e só se quiser!

Um grande abraço e uma semana espetacular! Faça a sua semana ser espetacular!

“Assuma o controle das suas emoções mais consistentes e comece conscientemente e deliberadamente a remodelar a sua experiência diária de vida. ” – Anthony Robbins.


Curso de Psicanálise

Deixe seu Comentário Abaixo :)

Nathali Teixeira Lopes Kafski

- Positive, Pessoal and Professional Coach, na empresa Up2you Coaching e Desenvolvimento Humano. - Membro da Sociedade Brasileira de Coaching. - Quinze anos de sólida experiência em gestão e desenvolvimento de equipes de alta performance, em empresas multinacionais de grande porte. - Alto potencial de trabalho em coordenação e execução de projetos. - Hábil em contratar, desenvolver e motivar equipes vencedoras. - Êxito em criação, implementação e acompanhamento de planejamento estratégico. - Facilidade de adaptação aos diferentes cenários, perfis de equipes e ramos de atuação. - Espírito de equipe, dinamismo e excelente relacionamento interpessoal complementam o perfil. Certificações: - Wellness and Positive Coaching® (SBC) - 2015 - Personal and Professional Coaching® (SBC) - 2015 - Leader as a Coach (Association For Coaching) - 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

onze − 4 =