empréstimo empresas microempresas

Empréstimos para micro e pequenas empresas

Posted by

Quais empréstimos para microempresas e empréstimos para pequenas empresas são mais recomendados?

Com a pandemia, mais do que nunca, micro e pequenos empreendedores necessitarão de empréstimos para manter os seus negócios. A princípio, como reflexo geral da quarentena, houve queda substancial de faturamento das pessoas jurídicas no Brasil.

Mesmo para quem precisa de suporte para passar o período da pandemia, ainda há uma solução: as linhas de crédito emergenciais.

Portanto, para conhecer melhor quais são os empréstimos indicados para micro e pequenos empreendedores durante esse difícil período da pandemia do novo Coronavírus, acompanhe aqui!


Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

Para quem pode esperar um pouco antes de tomar empréstimos: PRONAMPE

O Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte, que foi aprovado por lei através do Congresso Nacional, e aguarda sanção do Presidente da República, é uma aposta para quem puder aguardar um pouco, ficando disponível a partir do mês de maio.

 

Quem pode participar do PRONAMPE?

De fato, o PRONAMPE estará aberto às empresas que:



FORMAÇÃO COMPLETA EM PSICANÁLISE
Seja Psicanalista. Curso 100% Online. Habilita a Atuar. Teoria, Supervisão e Análise. SAIBA MAIS



tenham, na modalidade de microempresa, faturamento igual ou inferior a R$ 360.000,00 por ano;

tenham, na modalidade de pequena empresa, faturamento entre R$ 360.000,00 e R$ 4.800.000,00 por ano.

Todavia, as empresas que tenham menos de um ano de funcionamento poderão participar do PRONOME com uma diferenciação de condições, que trataremos a seguir.

 

De quanto podem ser os empréstimos do PRONAMPE?

Pois, as micro e pequenas empresas que tomarem empréstimos através da linha de crédito especial do PRONAMPE, poderão contratá-los no valor de até 30% do faturamento bruto anual. Isto é, para microempresas, um valor de até R$ 104.000,00, e, para pequenas empresas, até R$ 1.400.000,00, no máximo.

Contudo, para as empresas que existem há menos de um ano, o valor de contratação do empréstimo online será calculado de modo distinto. Com a finalidade de facilitar, os empréstimos serão limitados a 30% do seu faturamento mensal em média, ou até 50% de seu capital social.

 


Curso de Formação em Reiki - banner

Formas de pagamento dos empréstimos para pequenas empresas

Os empréstimos contratados pelo PRONAMPE deverão ser pagos em até 36 vezes, e serão pagos em até oito meses a partir do momento do contrato do empréstimo. Ademais, sobre o valor, será cobrada uma taxa de juros, no máximo, igual à taxa SELIC, além de um acréscimo de 1,25%.

Para quem tem a maior urgência em contratar empréstimos: Fopag COVID-19

Principalmente para as pequenas empresas que precisam de empréstimos para manter a folha salarial, está disponível o programa Fopag COVID-19. Disponível no Banco do Brasil, na Caixa Econômica Federal, no Bradesco e no Itaú, esta linha de crédito emergencial funciona mediante determinadas condições.

Embora restrito às pequenas empresas com faturamento entre R$ 360.000,00 e R$ 10.000.000,00, oferece juros iguais à taxa básica da SELIC (3,75%) e a possibilidade de parcelar em até 30 meses.

 

Condições e limites dos empréstimos para pequenas empresas

Em primeiro lugar, através do FOPAG-19, que pode ser contratado no limite de dois salários mínimos (R$ 2.090,00) por cada funcionário, por dois meses, o banco diretamente deposita o recurso na conta do empregado.

Todavia, ao contrair o Fopag COVID-19, a empresa que tomou os empréstimos não poderá demitir o funcionário cujo salário foi pago com a linha de crédito emergencial pelo prazo de dois meses a partir da contratação.

Linhas de crédito não-condicionadas, porém regionais

Por exemplo, para os micro e pequeno empreendedores das regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, existe uma excelente opção. Tratam-se das linhas de empréstimo do Banco do Nordeste, do Banco da Amazônia (no Norte) e dos bancos públicos no Centro-Oeste, chamadas respectivamente de FNO, FNE e FCO Emergencial.

Precipuamente, estas linhas de crédito disponibilizam, para quem precisa de capital de giro, o valor de até R$ 100.000,00. Por outro lado, para quem precisa de empréstimos para investimentos, especialmente para readequação do próprio negócio em período de pandemia e quarentena, é disponibilizado o valor de até R$ 200.000,00.

 

Taxas, prazos e carências de pagamento no empréstimo

Ademais, o mais interessante nessas linhas de crédito é que, de fato, a taxa de juros é bastante inferior à taxa básica da SELIC: será cobrada uma taxa de 2,5% ao ano.

Logo após, no caso da linha de crédito emergencial para capital de giro, o empréstimo poderá ser pago em até 24 meses. Todavia, o prazo para pagar os empréstimos da linha de crédito emergencial para investimentos dependerá de cada região. Outrossim, o prazo para começar a pagar, nos dois casos, é igual: até o fim de dezembro de 2020.

 

Outros tipos de empréstimos para médias e pequenas empresas

Uma possibilidade interessante, se nenhum dos empréstimos listados atender à sua urgência ou condição, é procurar uma cooperativa de crédito. As cooperativas de crédito espalhadas por todo o Brasil, costumam a oferecer empréstimos com juros razoavelmente abaixo dos valores de mercado.

Ainda, existem agências de fomento disponíveis em grande parte dos estados brasileiros. Pesquisá-las e constatá-las é uma opção interessante.

Em suma, sempre há uma solução para você, micro e pequeno empreendedor, continuar tocando o seu sonho!

Sobre o Autor: Lucas é estudante de Direito, Investigação Forense e Perícia Criminal. Atuante no marketing digital e também como escritor via Amazon Kindle, procura sempre trazer conteúdos pertinentes ao mundo do empreendedorismo.


Curso de Psicanálise