Vamos falar sobre como você pode controlar as finanças da sua empresa, um desafio que é maior em tempos de crise.

Devido à pandemia de coronavírus, milhões de empresas tiveram que parar bruscamente.

Os mercados financeiros estão em uma montanha-russa, as cadeias de suprimentos foram derrubadas e muitos proprietários de empresas estão lutando para decidir o que fazer agora.

As instituições de ensino, por exemplo, estão investindo cada vez mais em cursos a distância, Hoje, é possível encontrar com muito mais facilidades desde curso online de administração até pós-graduação em nutrição EAD.


Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

Em tempos de crise, você deve agir. Esperar para ver o que acontece, ou esperar pelo melhor, custa a você um tempo valioso para que sua empresa resista à tempestade com sucesso.

Um dos indicadores mais significativos de capacidade do seu negócio sobreviver até o fim da pandemia será seu fluxo de caixa.

Quando os tempos estão bons e o fluxo de vendas está alto – não o fluxo de caixa -, esse é o foco principal dos líderes de negócios.

Porém, o crescimento pode mascarar problemas de fluxo de caixa, o que está se tornando óbvio agora.



FORMAÇÃO COMPLETA EM PSICANÁLISE
Seja Psicanalista. Curso 100% Online. Habilita a Atuar. Teoria, Supervisão e Análise. SAIBA MAIS



Continue a leitura para conferir algumas dicas para controlar as finanças da sua empresa para que ela sobreviva à crise!

Dicas para controlar as finanças da empresa

Sem mais delongas, aqui estão algumas dicas que separamos e que te ajudarão a controlar as finanças da sua empresa.

1. Entenda seu ciclo de fluxo de caixa.

Seu ciclo de caixa completo é o tempo (normalmente em dias) que leva para um lead entrar no negócio, se tornar um cliente e para o primeiro pagamento ser recebido.

Embora o número de dias que define o ciclo de caixa possa variar de acordo com o setor, os ciclos de caixa também variam de empresa para empresa, mesmo no mesmo setor.

O objetivo deve ser sempre reduzir o número de dias do início ao fim no ciclo de fluxo de caixa – é assim que você se torna eficiente.

Geralmente, existem duas estratégias que você pode usar para impactar o ciclo do fluxo de caixa.

Primeiro, simplifique seus processos para orientar um cliente durante o ciclo de compra e implementação de seu serviço.


Curso de Formação em Reiki - banner

Você quer ver com que rapidez pode chegar a um sim e com que rapidez pode fazer um excelente trabalho conduzindo seu cliente através de seu serviço.

A segunda estratégia é definir as condições de pagamento. Frequentemente, as pequenas empresas estendem os prazos líquidos de 30 a seus clientes, mas esperam de 45 a 60 dias para acompanhar as faturas em aberto.

Em tempos de crise, você não pode se dar ao luxo de ter tempo. Ter contas a receber há 30 dias coloca a empresa em uma posição de caixa negativa.

O que você precisa são estratégias que promovem o pagamento rápido e antecipado, como: depósitos, retenções, condições de pagamento integral, pagamento em estilo de incentivo ou apenas prazos mais curtos.

2. Ajuste seu plano de negócios para melhorar as margens de lucro

Encontrar uma escassez de fluxo de caixa deve levar você a inspecionar de perto seu plano de negócios, processos, operações e despesas.

Você precisa determinar por que encontrou uma escassez de fluxo de caixa, se será um problema recorrente e também precisará estabelecer um plano para lidar com a escassez futura.

Use o custo do trabalho para examinar as declarações de lucros e perdas e as margens de lucro do seu negócio.

Faça isso com base em categorias individuais dentro de sua empresa (clientes, funcionários, eventos, estratégias de marketing, produtos e serviços) para determinar quais áreas de seu negócio são mais e menos rentáveis.

Isso ajudará você a ajustar seu plano de negócios para:

  • Se concentrar em serviços que geram mais lucro;
  • Dispensar clientes que podem estar custando mais dinheiro do que você imagina
  • Otimizar sua estrutura de preços;
  • Identificar áreas de desperdício ou despesas desnecessárias para remover de suas operações.

3. Negocie suas contas a pagar

Se você puder atrasar ou reduzir a quantidade de dinheiro que sai de sua empresa durante uma crise de fluxo de caixa, isso ajudará a reduzir a pressão sobre seu capital de giro.

Seja honesto com seus fornecedores ao negociar pagamentos ou perguntar sobre atrasos nos pagamentos.

Embora alguns não estejam dispostos a ceder, é provável que os fornecedores a quem você foi leal sejam flexíveis e estejam dispostos a ajudá-lo em um momento difícil.

4. Considere as opções de empréstimo

A escassez de fluxo de caixa ocorre quando mais dinheiro flui para fora de sua empresa do que para dentro dela.

Uma maneira de resolver o problema é encontrar uma maneira de trazer dinheiro para o negócio.

Você pode fazer isso com um empréstimo comercial. Antes de assumir dívidas, no entanto, certifique-se de entender as taxas de juros e de ter considerado todas as outras opções.

Isso é fundamental para que saiba que não está tomando uma decisão que simplesmente jogará o problema no caminho para ser resolvido em uma data posterior.

Se sua empresa tem uma questão maior que está causando sua crise de fluxo de caixa, assumir dívidas apenas colocará um “curativo” no problema e piorará o problema no futuro.

Conclusão: a importância de controlar as finanças

A pandemia de coronavírus está mudando a forma como fazemos muitas coisas do dia a dia, incluindo como administramos nossa situação financeira.

Portanto, é muito importante ter atenção redobrada às finanças, tanto pessoais quanto da empresa.

Esperamos que tenha gostado das dicas que citamos e que elas possam te ajudar a controlar as finanças do seu negócio em um momento tão difícil!

Este artigo sobre como controlar as finanças de sua empresa foi criado por Lucas Widmar, é formado em Investigação Forense e Perícia Criminal, seu foco sempre foi o empreendedorismo e compliance. Por isso busca sempre trazer artigos interessantes no mundo do empreendedorismo e jurídico.


Curso de Psicanálise