agricultura 4.0

Agricultura 4.0: a saída para um futuro sustentável

Posted by

A agricultura 4.0 aparece como uma alternativa para um futuro sustentável e para pequenos produtores.

Após o Congresso Brasileiro de Inovação tem-se a certeza de que, mais do que nunca, a única saída para uma agricultura sustentável é a agricultura familiar.

As tecnologias desenvolvidas, atualmente, permitem que possamos ter maior produtividade em menores espaços.

Isso permite que famílias menores consigam ter o seu sustento através da agricultura, mesmo morando em centros urbanos.


Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

 

Agricultura 4.0: uma passagem pelo tempo.

Antigamente, agricultura familiar levava a se pensar em famílias grandes morando em sítios ou pequenas fazendas. As chácaras, já não proporcionavam a possibilidade de sustento pelo espaço restrito.

Pois, era necessário, uma grande quantidade de terras e pessoas para se conseguir a produtividade suficiente e efetuar todas as tarefas de uma plantação.

Além disso, estava-se à mercê do clima e ataques de insetos.



FORMAÇÃO COMPLETA EM PSICANÁLISE
Seja Psicanalista. Curso 100% Online. Habilita a Atuar. Teoria, Supervisão e Análise. SAIBA MAIS



Com as longas distâncias, os investimentos para irrigação eram enormes, difícil de se controlar os ventos e chuvas, a produtividade era menor e a necessidade de grandes áreas fazia com que fosse necessário desmatar mais e mais.

Os desmatamentos aumentavam a incidência de insetos e doenças das plantações, os agrotóxicos se tornavam inevitáveis criando um ciclo vicioso de contaminação e desgaste do solo e maior custo para as produções.

As pessoas não conseguiam mais ter um negócio familiar.

 

O atual agronegócio

Quantas vezes não se depara, hoje, com funcionários de uma fábrica sonhando com a possibilidade de juntar o seu dinheirinho toda a vida para, na aposentadoria, conseguir comprar uma chacrinha e poder, então, fazer o que sempre sonhou que é viver de plantar?

Esta possibilidade está se tornando cada vez mais difícil pela demora na chegada das aposentadorias, pelos valores, cada vez menores dos salários e tantas crises econômicas pelas quais tem-se passado.

A cada dia, temos somado maior conhecimento da correta forma de se trabalhar o solo para que tenhamos a maior produtividade com o menor desgaste possível.


Curso de Formação em Reiki - banner

Este conhecimento tem feito com que se aumente a produtividade com adubagem orgânica que além de equilibrar o solo permite que a plantação possua resistência às doenças.

 

O que se sabe sobre agricultura?

Durante a Conferência Ministerial Regional das Américas sobre Economia Verde de 2019, o diretor do Departamento de Estruturação Produtiva do Ministério da Agricultura, Avay Miranda Junior, reforçou a necessidade das tecnologias na agricultura.

Pois isso promove a preservação do meio ambiente e a diminuição da pobreza nas zonas rurais.

A sua fala foi muito interessante, quando comenta que o uso das tecnologias na agricultura “coloca o Brasil não como consumidor do solo, mas como produtor de solo.”

Pois a agricultura 4.0, não é somente o uso de máquinas tecnológicas.

Mas a disseminação do conhecimento no correto manuseio da terra, do gerenciamento do solo com a integração de culturas, a sua rotação para a fixação de nitrogênio e aumento da produtividade, além da saúde das plantas.

 

Agricultura 4.0: conhecimento é tendência.

O conhecimento traz uma preocupação maior entre os agricultores com a manutenção de árvores nos terrenos, o que preserva o solo, a vida animal, vegetal e os microrganismos, tão importantes para a fertilidade do solo.

Quanto mais em espaços pequenos, a agricultura, mais permite a possibilidade de controle da sua umidade.

Também da incidência de ventos, proteção ao ataque de insetos e, até mesmo permitindo o controle da temperatura, dependendo do seu tamanho e local.

Com todo este controle e diminuição dos espaços é possível trazer as plantações para mais perto dos centros urbanos.

Desta forma diminuir os custos logísticos, além da possibilidade de acesso a alimentos bem mais frescos e saudáveis.

 

Agricultura familiar: sustentabilidade pra dentro de casa.

De acordo com a revista FAPESP, edição de janeiro de 2020, os agricultores familiares representam “77% dos estabelecimentos agropecuários e empregam 67% dos trabalhadores”.

Normalmente, eles se dedicam a cultivar alimentos, foco da necessidade para as próximas gerações.

O conhecimento difundido entre os agricultores precisa, não apenas arremeter ao aumento da produtividade, mas difundir a preocupação com uma produção e consumo sustentáveis.

Isso irá garantir alimentos saudáveis e uma produção capaz de alimentar a população, mesmo com o aumento esperado.

 

Educação no campo: o saber sustentável

A de educação e conscientização dos agricultores para que este futuro seja alcançado, precisa da difusão das tecnologias digitais.

São elas quem garantirão uma produção agrícola mais integrada mais ativa, que promova redução dos custos, maior nível de produtividade, de qualidade dos alimentos, de sustentabilidade e melhoria das condições de trabalho nas propriedades rurais.

Pelo apontado na palestra inovação.pro, com um pouco de pesquisa nas entidades financeiras e que apoiam o empreendedorismo consegue-se os investimentos necessários para o empreendimento.

 

Agricultura 4.0 para diversos tipos de empreendedores

Os micro e médios empresários têm recebido diversos incentivos dos governos; start-ups das incubadoras. Entidades como Sebrae tem apoiado imensamente nas dificuldades de conhecimento e gestão do negócio.

Em uma entrevista ao Sebrae (2019) o Sr. Ignácio Ibanez, embaixador da União Europeia no Brasil, insiste que a indústria 4.0 é essencial para a parceria entre o Brasil e união Europeia.

Ele comenta que esta cooperação precisa ser atualizada para que seja uma motivadora das mudanças nas relações entre Brasil e UE.

Ele promete incrementar trocas de experiências e firmar a Câmara da Indústria 4.0.

Para trocar os conhecimentos que a UE possui em tecnologias e conhecer um pouco mais da criatividade tão conhecida dos brasileiros.

 

O futuro da agricultura é agora

Criatividade gera inovação e, esta aliada às tecnologias, é propulsora de formas mais eficazes de cultivo na Agricultura 4.0.

Outro exemplo de incentivos para que os pequenos se instruam e busquem mais as tecnologias foi o Programa AgroNordeste, em que o Sebrae é um dos parceiros.

Lançado em outubro de 2019, pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA).

Este programa tem a finalidade de fomentar o conhecimento e a competitividade para os pequenos produtores do agronegócio, o que desenvolverá o crescimento e melhoria do setor agrícola.

O programa ainda pretende integrar os vários setores do governo fazendo com que trabalhem em parceria com instituições diversas que estão promovendo o programa em parceria com o governo.

O Sebrae comandará as ações que farão a gestão, produção e comercialização.

Tudo isso somado ao grande avanço das tecnologias do setor agro.

Começa a tornar possível que famílias pequenas com espaços pequenos, possam voltar a se dedicar ao plantio, ao cultivo de alimentos e ter uma renda mais apropriada para o seu sustento.

 

Agricultura 4.0 na prática


Um exemplo interessante de possibilidade do agricultor familiar conseguir participar de grandes projetos é o exemplo dado por Miranda Júnior (2019) que é o caso do Biodiesel.

Hoje, tem um percentual interessante de mistura ao diesel brasileiro com bons resultados e que tem meta de aumentar em 5% de participação nesta mistura.

O biodiesel tem uma grande participação do agricultor familiar, que já está preocupado como meio ambiente, até pela sua parceria nestes tipos de produtos sustentáveis.

 

As pesquisas no setor não param

Um dado da EMBRAPA (2015), aponta que o setor de produção nacional de alimentos possui 5,2 milhões de propriedades rurais, que vem a ser 88% das propriedades rurais do país.

A forma da Agricultura 4.0 é uma visão acalentadora e motivadora criando esperança de se conseguir ter um meio de ser um agricultor, de produzir alimentos de forma sustentável, tanto ambiental quanto economicamente.

Este artigo sobre Agricultura 4.0: um futuro sustentável foi escrito por Doroteia dos Santos.


Curso de Psicanálise

Deixe Seu Comentário