Profissional realizado é o profissional feliz. Atente-se aos detalhes

É absolutamente normal escutar as pessoas do trabalho contarem as horas para a sexta-feira, certo? Principalmente aquelas que estão sobrecarregadas ou cansadas do emprego e do dia a dia, mas tal atitude gerar procrastinação, baixa produtividade e apatia, o que atrapalha ainda mais o desempenho profissional e é cada vez mais comum, independente da ocupação e da área de atuação.

Há empresas que beneficiam seus colaboradores apenas com dinheiro, seja ele um bônus ou aumento salarial e entendem que assim, o funcionário dará toda a atenção para o trabalho, deixando a vida pessoal de lado. Isso é errado, pois o colaborador que trabalha sob pressão o tempo inteiro, passa a não ter motivação alguma, sente-se desvalorizado, pela sobrecarga, falta de assistência e imposição de ordens e afazeres.

Para não correr o risco de perder funcionários e clientes, o ideial seria que as organizações entendessem que investir na felicidade e no bem-estar de seus funcionários, vai muito além de incentivo, motivação, apoio e benefício, é algo estratégico. Segundo um estudo publicado pela revista inglesa management Today, pessoas infelizes são 40% menos produtivas enquanto as felizes são, em geral, mais bem-sucedidas no trabalho e chegam a alcançar o dobro da produtividade.

O turn over tem sido recorrente nas empresas, já que quem não está plenamente feliz ali ou com a função que exerce e preza pelo sucesso e felicidade, está saindo em busca do próprio caminho. Adaptar-se a essa nova realidade, reconhecer talentos e investir constantemente em diferenciais, são fatores fundamentais para consolidar uma equipe e consequentemente uma organização de sucesso.



Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

O dinheiro já não é o único atrativo para um funcionário, longe disso. Os profissionais têm valorizado muito mais o astral do ambiente de trabalho, as relações, a qualidade de vida, as coisas boas que a empresa e sua ocupação proporcionam, além do salário. A ideia é crescer, fazer diferença, destacar-se profissionalmente.

Pessoas felizes produzem mais e se dedicam mais. Trabalhar com o que gostamos é fundamental para o sucesso tanto pessoal quanto profissional, pois assim o trabalho passa a ser também uma diversão e é realizado com mais afinco e motivação. A chance de dar certo é muito maior. Caso você lidere uma equipe, atente-se à felicidade e ao bem-estar das pessoas que trabalham para você, isso pode ser determinante para garantir os resultados esperados.


Curso de Psicanálise

Deixe seu Comentário Abaixo :)

Luciana Ferreira

Luciana Ferreira

Luciana Ferreira, é Coach de profissionais que estão em busca de novas trilhas na carreira, Presidente do grupo Elemento RH formado pela Elemento RH e Canal de Talentos, Administradora de empresas, com especialização em gestão de pessoas e em gestão pública, embaixadora da rede internacional de negócios Mulheres que decidem, Diretora do Grupo de estudos no município de São carlos e membro do conselho deliberativo da ABRH, colunista em portais como Yes Marília, Ideiando, Clube do administrador.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 1 =