Economia circular – Você sabe o que é Cradle-to-Cradle®? (Parte 1 de 3)

O que é economia circular e Cradle-to-Cradle®? Qual a diferença desta estratégia e o velho extrair-transformar-descartar? Hoje apresentamos o primeiro da série de três artigos sobre o tema.

Por muito tempo, a estratégia extrair-transformar-descartar (take-make-waste, em inglês) foi aplicada na industria sem um planejamento ambiental adequado. Atualmente, revistas, jornais, programas de televisão e portais de notícias online reportam, constantemente, desastres ecológicos,  problemas no meio ambiente e dificuldades na produção de certos produtos. Pode-se compreender que o modelo de produção atual está chegando em seu limite físico. Este é um problema global. Assim, uma nova estratégia para a produção em larga escala surgiu: a economia circular.

A economia circular é o resultado de um equilíbrio entre os impactos ambientais e a vantagem financeira da produção de um produto. Seu objetivo é maximizar a eficiência dos recursos utilizados, criando um sistema ou loop fechado onde, idealmente, não existe lixo ou impacto ambiental, mantendo a qualidade do produto e seu potencial econômico

Por ser um conceito ainda novo no mercado, segundo Cialani e Ulgiati (2015, disponível em inglês), o estudo sobre economia circular e sua aplicação começou no fim dos anos 90 e início dos anos 2000. Hoje, pode-se observar que a maior parte destes estudos vêm da China e da Europa.

Este conceito foi chamado de Cradle-to-Cradle® (Berço-ao-Berço, em português) e divide seus processos em dois ciclos: ciclo ambiental e ciclo técnico. Resumidamente, o ciclo biológico é planejado buscando utilizar materiais bio-degradáveis e bio-renováveis, enquanto o ciclo técnico é responsável por garantir que materiais inorgânicos possam ser reutilizados, tornando-os facilmente desmontáveis e reutilizáveis em outros produtos, por exemplo.



Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

Apesar da economia circular parecer, em um primeiro momento, similar ao conceito clássico de produção sustentável, o objetivo dos dois conceitos é diferente. Produção sustentável tem como objetivo ser eco-eficiente e, assim,  reduzir a produção de lixo e o impacto ecológico. Economia circular é eco-efetiva. Neste approach, não adianta “ser menos mau, tem que ser bom”.

Gostou do assunto? Assista ao TED Talk sobre Cradle-to-Cradle® de William McDonough.

Semana que vem, o ciclo ambiental, o ciclo técnico e a certificação Cradle-to-Cradle® serão abordados de maneira mais detalhada.

Até mais!

Referências:

CIALANI, Catia; ULGIATI, Sergio. A review on circular economy: The expected transition to a balanced interplay of environmental and economic systems. JOURNAL OF CLEANER PRODUCTION. 2015. Disponível em: http://www.researchgate.net/publication/283188635. Acesso em: 03/01/2016


Curso de Psicanálise

Deixe seu Comentário Abaixo :)

Eduardo Polloni Silva

Aluno de graduação em Engenharia de Produção. Morou um ano na Noruega como bolsista do programa Ciência sem Fronteiras, onde estudou e teve a oportunidade de estagiar na área de Óleo & Gás. Possui certificações em Six Sigma, Scrum e Marketing. Atualmente, é colunista semanal do portal N&C e tradutor de palestras TEDx Talk. Possui interesse em estratégia empresarial, gerencimento de projetos, sustentabilidade e empreendedorismo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *