Home > Comunicação > Comunicação e linguagem: Como construir discursos vencedores

Comunicação e linguagem: Como construir discursos vencedores

Com frequência, trabalho em apresentações e textos. Para clientes, colaboradores, chefes. E o objetivo é sempre o mesmo: defender uma ideia, um conceito, o meu trabalho. Para tal, preciso de organização e conhecimento para obter sucesso. Com isso, aprendi a levar alguns pontos em questão quando o assunto é apresentação em público.

Saiba conversar

Antes mesmo de pensar num momento de oratória, ou apresentação de ideia num texto, até nesse post aqui, temos que considerar fatores básicos que envolvem uma simples conversa, como saber escutar, prestar atenção, ser curioso, saber pontuar. Tudo isso faz parte de um processo de comunicação e linguagem, afinal a ligação entre esses termos cria a interação social, que hoje é difundida pelas mais modernas formas de comunicação, por exemplo, o whatsapp do seu celular, sua timeline do facebook, este post.

Conversar é uma forma de expor ideias, conceitos, pensamentos de uma sociedade e de uma cultura, que por meio de linguagem e comunicação, se expressa. Esses elementos dão forma ao pensamento crítico do cidadão, que a usa tanto para transmitir mensagens como para interpretar as que ouve.

É importante que desde uma simples conversa você comece a entender o posicionamento das pessoas e como elas defendem e expõem seus pontos, carregados por suas bagagens culturais. Ai você pondera, rapidamente, que ninguém nunca tem toda a certeza, mas, sim, quem sempre se sobressai é aquela pessoa que melhor domina a linguística, está preparado, é persuasivo e mais participativo. Esse é um bom exercício para treinar sua atenção, seus ouvidos.

No mundo corporativo

Nesse universo, a coisa não é diferente. Assim como as pessoas, as companhias estão inseridas na sociedade e com elas se comunica: boletins, balanços, press releases, comunicados internos, etc. A empresa apresenta ideias, propostas, projetos.

A comunicação e a linguagem corporativa já se mostrou de muitas formas, isso porque ela mudou entre as pessoas em função da evolução da sociedade e as empresas são feitas de pessoas, não é mesmo? Nesse contexto, a palavra que rege a comunicação tem sido a interação. Veja só, então, como é importante saber conversar para interagir (e engajar).

Bom, dito isso, compartilho contigo algumas dicas de como organizar seu conteúdo para formar um discurso, seja ele para fazer uma apresentação, um discurso ou um texto:

Planeje-se:

  • Tenha um objetivo: saiba o que exatamente precisa transmitir, quais são seus anseios, o que espera que o público entenda e faça com a informação.
  • Público-alvo: estude-os. entenda um pouco sobre a sua cultura, a que estão inseridos no momento, o que sabem sobre o assunto que vai abordar, quais são seus desejos, o que podem ajudar no que você precisa.
  • Pense no meio: tenha uma estratégia, pense se todos os público estão cobertos com os veículos de comunicação que envolveu. todos estarão na apresentação? Preciso enviar um comunicado por escrito? Alguém fica remoto e precisa receber a orientação por sua liderança direta?

Construa a mensagem:

  • Tenha em mente que você precisa sempre responder três perguntas básicas: por que é importante o que estou querendo transmitir? Por que é importante pra mim?.O que eu espero que você faça?
  • Considere repetir a informação principal algumas vezes, como uma mensagem-chave que precisa ficar registrada. Isso é importante para ajudar a assimilar a informação.
  • Lembre-se: uma boa história partilha conhecimento e valores, gera identidade e vinculo.
  • Considere tratar de assuntos delicados com mais proximidade, por meio de encontros pessoais, periódicos. Assim você pode alinhar mensagens principais e despertar o engajamento nas pessoas.

Como líder, é seu papel se responsabilizar em fazer com que as mensagens principais cheguem para os envolvidos, diminuir ruídos e, com isso, gerar a confiança.

Manter o discurso devidamente alinhado é tarefa bem difícil. Manter a harmonia entre a linguagem e a comunicação, considerando os envolvidos, demanda planejamento muito bem pensado entre canais e mensagens. Isso constroi uma imagem, seja pessoal ou de uma marca, repare naquele seu amigo que sempre é bem visto na turma.

Recomendo:

Livros – O Corpo Fala – Patricia Foster | livros de Reinaldo Polito | Comunicação Institucional & Mercadológica (capítulo Comunicação & Linguagem – a construção dos discursos nas organizações contemporâneas).

Filme – O discurso do Rei.

Eduardo Alves
Eduardo Alves é bacharel em Comunicação Social, com habilitação em Relações Públicas em UMESP – Universidade Metodista de São Paulo, possui especialização em Mídia Sociais pela ESPM - Escola São Paulo de Publicidade e Marketing, além de cursos de extensão em Liderança e Marketing.

Atualmente é Supervisor de Contas de Consumo na maior agência de relações públicas do mundo, a Edelman.

O profissional acumula 13 anos de experiência na gestão de marcas e comunicação de grandes empresas nacionais e multinacionais de mercados diversos: consumo, B2B e Terceiro Setor. A partir dessa vivência, adquiriu sólido conhecimento teórico e prático sobre marcas, relações públicas, organização de eventos, branding, planejamento, assessoria de imprensa, produção de conteúdo, estratégias digitais, gestão de crise, relacionamento com investidores, comunicação interna, gestão de projetos, mapeamento e relacionamento com stakeholders, parcerias, estudos de mercado, consultoria na construção de marcas, patrocínios, endomarketing, marketing digital e responsabilidade socioambiental.

Dentre as marcas que já prestou serviços, destacam-se: Giraffas, Kimberly-Clark Brasil; PepsiCo; Wines of Argentina; Wonderful Pistachios; Bain & Company; Herbalife; Playcenter; Playland; PBF – Pink and Blue Freedom; Incentive House; Marcondes & Consultores Associados; Grupo Plus Advance Marketing Integrado; Sika Brasil; Sincomavi – Sind. do Comércio Varejista de Materiais de Construção; Sol Pleno; Playcorp; Dr. Maurício Hirata; SEBRAE – Projeto Showroom Arte que Vale; Reveillon Embratel na Paulista; Aniversário de São Paulo; Fórum Internacional ABA Branding; Eyedea – Projeto de Acessibilidade digital para a Tetra Pak; VASP – Viação Aérea São Paulo – Proposta de Reestruturação Financeira no âmbito do Processo de Recuperação Judicial da Companhia; Estação Loucos pelo Brasil Coca-Cola.

O que você achou do artigo? Comente!

Seu e-mail não será publicado. Os campos obrigatórios está marcados *

*

Scroll To Top