Como realmente nos mantermos motivados?

Vamos à pergunta chave ou, grande pergunta:

Como se motivar e manter-se motivado?

Eis a questão!

Hoje em dia, a grande maioria das empresas preocupam-se em manterem o seu quadro de pessoal “constantemente” motivado.



Curso de Constelação Familiar e Sistêmica

Aí é que está o problema: “constantemente!”.

Para isso, acabam por contratar no mercado empresas de Treinamentos e Consultorias ou Consultores Autônomos, muitos até mesmo de renome.

Essas empresas e consultores, através de suas palestras intituladas “motivacionais”, esforçam-se para alcançar o objetivo. O problema é que a grande maioria dessas empresas e consultorias realizam um trabalho que apenas estimulam os participantes a se motivarem.

Muitas dessas palestras chegam a ser um “grande show”, com músicas, atores, etc.

Outras citam “cases” de sucesso e assim por diante.

Como os participantes estão recebendo apenas “estímulos externos”, isso acaba por tocar no lado “emocional” dos participantes.

Assim sendo, umas acabam saindo dos treinamentos, como se diria no popular, sentindo-se “cheios de energia”, “vibrantes”, “supostamente motivados”.

O problema é que, por se tratar de um “estímulo externo”, esses participantes “sentem essa emoção” sim, mas, uns por apenas algumas horas, outros por alguns dias e outros até, por algumas semanas.

 



FORMAÇÃO COMPLETA EM PSICANÁLISE
Seja Psicanalista. Curso 100% Online. Habilita a Atuar. Teoria, Supervisão e Análise. SAIBA MAIS



Até o dia que encontram novamente situações ou novos fatores “externos ou internos” que os coloquem num estado “desmotivador” outra vez.

Aí cabem outras perguntas importantes: “Houve de fato uma transformação nos participantes? Os profissionais motivadores realmente ensinaram à essas pessoas a como se motivarem e manterem-se motivados?”

A resposta é simples: Não!

Então, como ensiná-los? É a pergunta que se segue.

Todas as nossas ações ou impedimentos de ações estão relacionadas às nossas escalas de “Crenças e valores” pessoais. Assim sendo, tudo o que nos motiva ou nos deixa em estados desmotivadores, advém dessas escalas. Muitas de nossas crenças e nossos valores estão guardados em nossos subconscientes.

É preciso que os profissionais que realizam treinamentos motivacionais “ensinem” os participantes a se “conscientizarem” o máximo possível de suas escalas de crenças e valores pessoais para que, assim, possam trabalhar essas escalas para que sejam “motivadoras”, ao invés de desmotivadoras.

É simples! Por exemplo: pense com você mesmo e responda as seguintes perguntas: “O que me faz trabalhar o mês inteiro para receber o meu salário? Quais são os motivos que me levam a “crer” que isso é bom e quais são os “valores” que dou à isso?”

Agora, motivar-se está além disso.

Nós, seres humanos, funcionamos com três partes como uma “trindade”.

Modifique uma delas e as outras duas automaticamente se modificarão.

São elas: A nossa Linguagem, a nossa Fisiologia e a nossa Representação Interna (crenças, valores pessoais, referências de mundo e experiências, que para a PNL rotulamos de “Mapa Pessoal”, cujo qual, nos move em uma determinada direção ou nos impede de nos movermos).

Vamos a um pequeno teste prático?

Coloque-se sentado, com a cabeça entre as pernas, com seus músculos totalmente relaxados e, nesta posição, “sinta-se entusiasmado”. Você conseguiu sentir-se entusiasmado? Certamente que não.

Isso ocorre porque, independentemente de sua “suposta vontade” de sentir-se entusiasmado, você está incongruente com sua “Fisiologia”.

Para que a mudança ocorra, sua Fisiologia, Linguagem e Representação Interna (Mapa) devem, os três, estarem totalmente congruentes, um com os outros.

Será que isso funciona mesmo? Respondo-lhe com certeza absoluta:

Funciona mesmo!

E mais, somente deixando esses três fatores humanos totalmente congruentes é que você conseguirá “mudar” de fato e manter-se motivado.

Agora, consciente disso, tente o contrário.

Coloque-se em pé, como um soldado do exército. Estufe o peito, cabeça erguida, barriga para dentro e, sorria (perceba facilmente que estamos trabalhando apenas com UM dos três fatores, ou seja, apenas com nossa FISIOLOGIA!). Nesta posição, sinta-se INFELIZ! Perceberá que, por mais que queira, é impossível sentir-se infeliz neste estado de “recursos”.

As grandes transformações, de fato, ocorrem nos níveis de nossas “crenças e valores” pessoais. Um profissional de Programação Neurolingüística – PNL, através das técnicas e filosofias dela, consegue facilmente ensinar às pessoas a realizarem estas “mudanças” de forma “congruente, rápida e constante”.

Assim sendo, os participantes por si só, passarão a ter “consciência e controle” sobre seus “estados emocionais”, passando também, a manterem-se constantemente motivados.

Isso é mais que simplesmente motivar, é FACILITAR OS PROCESSOS e ENSINAR DE VERDADE!

Abraços fraternos!

 

 


Curso de Psicanálise

Deixe seu Comentário Abaixo :)

Cleber José Ferreira

Consultor de Marketing e Vendas; Master Practiotioner em PNL Sistêmica. Autor do Livro Desperte o Vendedor Interior com Técnicas de Vendas e de Programação Neurolinguistica - PNL editado pela Qualitymark. Foi Consultor e Docente do SENAC-SP; Consultor e Docente do SESCOOP-SP. Mais de 22 anos de experiência nas áreas comercial e de marketing em empresas nacionais de pequeno e médio portes e em autoconhecimento e desenvolvimento pessoal,treinamentos motivacionais e de capacitações profissionais presenciais, in company e EaD.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *