liderança erros lideres virtudes

16 virtudes de líderes fortes e 16 erros dos fracos

Um estudo da Universidade da Califórnia desvendou que os funcionários motivados eram 31% mais produtivos, realizavam 37% mais vendas e eram três vezes mais criativos do que funcionários que estavam desmotivados. Os motivados também foram 87% menos provável de se demitir. A pesquisa foi feita com cerca de 50.000 pessoas e serve para mostrar os erros ou falhas de liderança, em geral provocados por gerentes que não são verdadeiros líderes.

Por sua vez, uma pesquisa do Instituto Gallup revelou, surpreendentemente, que 70% da motivação de um funcionário é influenciada pelo seu líder. Portanto, desconfie dos líderes que tentam se eximir da responsabilidade, culpando apenas seus liderados pela desmotivação.

Neste artigo, vamos começar primeiro com os principais erros ou falhas dos líderes fracos.

liderança erros lideres virtudes

16 erros ou falhas de liderança dos líderes fracos

1. Falta de tempo e foco para criar vínculos com pessoas

Um líder deve ter um interesse nos outros, dedicar-se em período de tempo para vincular-se a seus liderados. O líder deve compreender as necessidade e motivações da equipe.

2. Não desenvolver talentos por meio do conhecimento

Os líderes costumam focar exclusivamente em metas e objetivos, pecando em uma das principais necessidades que um ser humano tem, que é de aprender. Uma boa gestão do conhecimento é fundamental para alcançar os objetivos.

3. Não dar importância para o aspecto emocional da equipe

Muitos líderes ignoram emoções e sentimentos gerados por fatos negativos. Esses eventos reduzem o engajamento de funcionários. É possível melhorar muitos fatores para estar ciente destas emoções e demonstrar interesse verdadeiro nas experiências pessoais de indivíduos.

4. Não encorajar os seguidores para assumir riscos

É um grande erro não empoderar seus funcionários a saírem da área de conforto. Os melhores líderes desenvolvem a confiança de seus liderados, para que estes arrisquem, por vezes errem e busquem inovação.

5. Não promover ações que levam a mudanças

As organizações perdem totalmente o sentido quando não realizam mudanças culturais e processuais. Um líder tem de explicar os benefícios que as mudanças trazem no médio e longo prazo, além de estar ciente da forma como as pessoas regiram a elas.

6. Tornar a comunicação inacessível

O líder fraco não delega tarefas, mas há também aqueles que delegam mal. Delegar não é sinónimo de desapego emocional, que muitas vezes leva ao abandono da sua equipe à própria sorte. O que você precisa como líder é criar canais de comunicação, feedback e mentoria constantes. Explique para as pessoas como elas irão atuar e como poderão acessar você.

7. Não dar feedback sobre o desempenho

Líderes fracos não dão feedback, ou o fazem levando a discussão para o lado pessoal. Para grandes líderes é fácil transformar uma dor em alertas e dicas para que as pessoas aprendam com seus próprios erros, por meio do feedback assertivo.

8. Não sabe prevenir, administrar e negociar os conflitos

Os conflitos podem ser previstos. Quando imprevisíveis, podem ser bem administrados, gerando conhecimento para ações futuras. Se não for resolvido de forma eficiente, os conflitos continuarão se acumulando, ainda que às vezes estejam um pouco ocultos. Isso impede o desenvolvimento de metas. O líder deve expor e propor soluções para gerar bons resultados e contornar cenários negativos.

9. Não motivar seus funcionários

A maioria das pessoas é movida por desafios. É fundamental aprender algo novo, fazer a diferença e desenvolver seus talentos. Os líderes devem tirar partido deste sistema de orientação interior, gratificando os resultados com bônus, promoções, dinheiro ou mesmo uma mensagem de reconhecimento.

10. Ser um administrador de tarefas e não de pessoas

As pessoas não gostam de ser tratadas mecanicamente. Uma vez que a gestão é exageradamente baseada em controle, gestão e planeamento de atividades, sem contrabalancer o aspecto pessoal, a liderança pode ter processos bem desenhados, mas sem a motivação das pessoas a desempenhá-los. A liderança deve inspirar e reter as melhores pessoas, desenvolvendo confiança e encorajando o risco de maneira positiva.

11. Sobrecarregar sua equipe

Nada esgota mais os bons funcionários do que sobrecarregá-los com tarefas que os membros mais fracos da equipe não estão fazendo bem. Sobrecarga de bons funcionários é desmotivante. Eles sentem que estão sendo punidos por trabalhar bem.

12. Falta de reconhecimento

Maus líderes não reconhecem as contribuições de um trabalho bem feito. Todos gostamos de elogios e recompensas. Uma gestão baseada em resultados deve levar saber reconhecer. Os líderes precisam conversar com seus funcionários para descobrir o que faz com que eles se sintam bem.

13. Falta de desenvolver competências

Além do conhecimento, que já dissemos antes, é preciso desenvolver competências nas pessoas. Quando os gerentes são questionados sobre sua falta de atenção para os funcionários, eles tentam pedir desculpa, usando palavras como “confiança”, “autonomia” e “capacitação”, para tirar sua responsabilidade de líder. O bom líder precisa saber quais competências, habilidade e atitudes são mais relevantes para cada pessoa e cada função na empresa.

14. Não cumprem seus compromissos

Muitos líderes se comprometem a acompanhar um funcionário ou equipe, mas depois os abandona. Quando você mantém seus compromissos, motiva ainda mais seus funcionários e mostra honra para com eles.

15. Contratam pessoas erradas

Líderes fracos contratam mal. É preciso melhorar o recrutamento e a seleção de novos funcionários. Além disso, é preciso uma política de conhecimento e recompensas para reter os melhores profissionais.

16. Não reconhecem as paixões dos liderados

Membros de sua equipe pode ter talento para outras atividades, que o mau líder não sabe identificar. Reconhecer isso às vezes implica mudar o funcionário de função. Outras vezes, o funcionário permanece na mesma função, mas agregando outras atividades que agreguem valor ao trabalho e ao seu nível motivacional.

As 16 virtudes dos líderes fortes

Quando opomos esses erros ou falhas, chegamos às virtudes dos líderes fortes.

Em síntese, bons líderes (1) desenvolvem-se constantemente, (2) colaboram com o ambiente de trabalho, (3) tomam a iniciativa e (4) sabem inspirar e motivar pessoas. Bons líderes (5) constróem relacionamento, (6) desenvolvem talentos e competências de sua equipe. Bons líderes (7) buscam inovação e incentivam seus liderados a fazê-lo. Bons líderes (8) sabem se comunicar (especialmente ouvir), (9) sabem dar feedback. Bons líderes (10) conectam a equipe entre seus membros e (11) conectam a equipe com o ambiente externo de mercado. Bons líderes (12) têm visão estratégica e (13) inspiram processos de mudança. Bons líderes (14) sabem empoderar a equipe, (15) honrando seus compromissos, (16) sem deixar a equipe órfã.

Escrito por Paulo José Vieira, Faculdade Anhanguera (Ciências Contábeis), publicado em 04/09/2017. Resenha da obra FINZEL, Hans. Dez erros que um líder não pode cometer. Trad. Aparecida Araújo dos Santos. São Paulo, SP: Vida Nova, 2016, 2a edição.

Redação N&C on FacebookRedação N&C on LinkedinRedação N&C on TwitterRedação N&C on Youtube
Redação N&C
O Negócios & Carreiras é uma revista eletrônica com conteúdo de qualidade e atualizado, para desenvolvimento de pessoas e empresas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *